segunda-feira, 12 de setembro de 2011

Um aviso

Senso comum: não é inteligente provocar uma leoa.Muito menos inteligente será tentar usar a sua cria para a provocar.

Nunca tolerei nem tolerarei este tipo de comportamento em qualquer altura da minha vida.
A minha filha deve ser preservada sempre, especialmente na sua infância.
Todas as crianças devem ser preservadas e cabe à mãe de cada uma fazê-lo.
Pela minha filha faço tudo o que for preciso.
Eu a defenderei de tudo e de todos os que tenham só a possibilidade que seja, de a prejudicar (mesmo que sem intenção).

Eu sou uma pessoa calma, paciente e preservo muito a minha privacidade e a dos meus.
Não admito que ninguém julgue que tem o poder de agitar as águas da minha vida, porque não pode.
Todos os seres possuem "livre arbítrio".
Liberdade.
Mas a liberdade de cada um termina onde começa a do outro.

Agradeço que quem não tinha conhecimento disto, que reflicta.
É agora o momento.
Que pense duas vezes antes de tentar fazer o que quer que seja.
Que olhe para si próprio e para a sua vida.
Analise-a, tente melhorá-la, faça o que entender com ela.
E deixe o outro em paz.

.
.
.

Hoje podia ter perdido a cabeça e ter usado as mãos em publico.
Não o fiz por respeito a ela e à preservação da sua infância.
Felizmente ela já é inteligente o suficiente para entender o que há fora de casa.
Está preparada para defender-se porque eu a ensinei.

Ninguém ouse abrir a boca para falar o que não sabe.
Eu sei filtrar mentiras. E ela também já consegue fazê-lo.
É minha filha, sangue do meu sangue. Eu trouxe-a ao mundo e ensinei-lhe tudo o que sabe.
Sacrifico-me por ela, faço os impossíveis se for preciso, para que ela esteja melhor, para que seja uma pessoa melhor. Eu estou em segundo plano e eu aguento muita coisa.

Mas ela não.
Ela é feita daquele material precioso de que os filhos são feitos, cabe aos pais ter a capacidade de o ver. Só os eleitos têm o dom de ver essa matéria.
Quem a vê transforma-se. Torna-se escravo de tamanha beleza, e por ela faz tudo.

Quem nunca a viu não pode saber do que se fala.
São os fracos, os miseráveis, indignos de interferir.
E não há nada no mundo que os proteja dos eleitos.
Um pequeno sopro e o eleito destroi a sua casa.

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial